14/05/11

Capitulo 12- Reflexões da minha vida - Fanfiction “O diário de Patty”

Depois de ter conhecido o novo amigo do Oliver, o Tobi, despedi-me e fui-me embora sentia que estava ali a mais, os dois só sabiam falar da excelente dupla que faziam e que seria muito fixe continuarem a fazê-la, e eu? Nem futebol sei jogar foi por esses motivos e mais alguns que decidi ir para casa, coisa que não era hábito meu no fim de um jogo.
Ao chegar a casa a minha mãe parecia estar com um ar de espanto de me ver chegar tão cedo e logo me perguntou:
_ Está tudo bem filha? Não me digas que eles tornaram a perder
_ Não eles não perderam mas ficaram empatados, e não tenho nada só me apeteceu vir mais cedo, e agora vou para o meu quarto.
Subi as escadas que davam acesso ao meu quarto e ao chegar atirei-me para cima da minha fofa cama que me aconchegava quando eu mais precisa e hoje era um desses dias, eu pensava no quão me tinha esforçado para apoiar o Oliver e ele nem me agradeceu, por que estava todo feliz por ter um novo amigo, agora o Tobi tinha-se tornado o centro das atenções para ele, eu não podia estar com ciúmes de um rapaz a verdade é que estava, por que eu tinha tirado todas as minhas duvidas, eu tinha a certeza que estava apaixonada pelo Oliver, ele era o meu primeiro grande amor, pena é que ele não conseguisse ver isso pois o seu grande amor é a bola, para ele uma simples bola era a sua vida, para mim aquilo era mais obsessão, ou uma doença ou o que quiserem chamar, o que é certo é que para ele aquilo era paixão e para mim ele era a minha paixão, o meu amor, a minha obsessão, a minha doença e a minha dor e angostia por ver que ele nunca vai pertencer a minha vida por mais que eu me esforce será impossível, mas eu não irei desistir hei-de lutar até as minhas forças acabarem, e quando elas acabarem é porque tudo desabou e não á volta a dar.
Sentia-me triste apesar de ser a primeira vez que eles não perderam um jogo tudo graças ao Oliver e ao Tobi, pois a minha tristeza não derivava dai mas sim daquele belo rapaz que tem os olhos mais belos á face do mundo, Oliver, esse rapaz que me faz suspirar pelos cantos, tenho pena que ele não consiga ver isso porque as suas atenções estão focadas num objecto a que toda a gente chama de bola mas que ele trata carinhosamente de amiga e eu o que sou? Uma estranha… se calhar, só ele é que poderia responder e essa questão, mas ele não esta aqui para responder.
Enquanto eu continuava ali sentada sobre a minha cama a suspirar pelo meu amor alguém bateu a porta e disse:
_ Filha esta ali uma pessoa que quer falar para ti, posso deixar entrar.
Era a minha mãe, e quem seria aquela pessoa que queria falar comigo, só saberia se deixa-se entrar por isso respondi:
_ Sim podes deixar entrar.
Comentem!!!

3 comentários:

  1. Esta bue fixe quero saber quem e que quer falar com ela^^

    bjinhos :3

    ResponderEliminar
  2. bigada e jessicaBarros vais ter de esperar mas prometo que vai ser uma pessoa que ela não espera mesmo... e mais nao posso deizer
    beijos e fica bem

    ResponderEliminar

O teu comentário é sempre bem-vindo
Gostamos de saber a tua opinião
Comenta!